Home
 Equipe
 Galeria de fotos
 Histórico
 Localização
 O Rebanho
 Alimentação
 Catálogo de vendas
 Caprinforma
 Cotações
 Curiosidades
 Dicas
 Notícias
 Raças
 Receitas
 Sanidade
 Técnicas
 Web Links
 Livro de Visitas
 Contate-nos

Você pretende ampliar seu negócio de Caprinos?

Sim               
Não               

  

 
 
 
Advertisement
 
 
Manejo com os Reprodutores   Versão para Impressão  Enviar por e-mail 
05 01 2008
Os avanços técnicos obtidos na ovinocultura ao longo dos anos, principalmente no tocante do nível zootécnico, não foram acompanhados por equivalente melhoria reprodutiva dos rebanhos.

Prova disto é que os índices médios de natalidade ainda estão abaixo dos mínimos exigidos numa criação produtiva.

Existem alguns cuidados essenciais para que os carneiros demonstrem todo seu desempenho reprodutivo, possibilitando aumentos significativos de fertilidade das ovelhas, que também devem receber um adequado manejo antes e durante o acasalamento.


Cuidados no pré encarneiramento

Os cuidados na fase de pré encarneiramento são de vital importância, pois constituem uma preparação para a reprodução e conseqüentemente para todo o desempenho produtivo e reprodutivo do rebanho. É necessário que se cuide bem dos carneiros e das ovelhas, em especial dos primeiros, pois são considerados o polo melhorador de todo o rebanho. São eles que deixam o maior número de descendentes e transmitem suas características com maior intensidade, em função de acasalar com aproximadamente 40 a 50 ovelhas em monta natural.

Como características, devem ser observadas, mesmo que parecendo extremamente elementares, a sua habilidade para a monta, a libido e sua resistência por todo o período em que estiver sendo usado, assim atingindo o objetivo proposto como reprodutor.

Cerca de sessenta dias antes da data prevista para a estação de monta deve-se:

Proceder um exame detalhado do testículo, se possível realizar um exame andrológico (consultar um técnico especializado);

Observar problemas de verminose (fazer OPG - exame de fezes), atentar as miíases (bicheiras), etc.;

Aparar cuidadosamente os cascos; 

E promover uma suplementação alimentar, caso o pasto não apresente bom valor nutricional, variando de 0,5 a 1% do peso vivo (ração concentrada com aproximadamente 14% PB e 65% NDT), isso quando o mesmo não estiver em boa condição corporal. Lembrando que o reprodutor não pode estar muito gordo nem magro demais. A suplementação dos carneiros as vezes torná-se necessária também durante a estação de monta (consulte um técnico para formular e indicar a quantidade de uma ração específica).

Deve-se ter bons carneiros numa criação, realizando um bom esquema de manejo reprodutivo, nutricional e profilático (programa de vacinação). O que se observa é que alguns criadores, literalmente abandonam seus carneiros, quando os mesmos não estão em época de estação de monta, depois esperam que estes venham cumprir suas funções reprodutivas na próxima monta. As conseqüências serão os baixos índices de fertilidade e natalidade, podendo levar o criador a descartar as ovelhas, que eventualmente podem ser boas e férteis, na tentativa de melhorar a produtividade do rebanho e o problema é do reprodutor.

Cledson Augusto Garcia
Zootecnista, depto de Zootecnia - UNIMAR, Instrutor SENAR e SEBRAE e consultor em Ovinocultura


Fonte: Portal FarmPoint (www.farmpoint.com.br) e Foto Fazenda SM.

 
Voltar para Principal
 

Nós temos 35 convidados online

 
1574570 Visitantes

 
Alimentação
Confira a importância da alimentação, na criação de caprinos, dicas e MAIS !!!
 
Cotações
Sessão contendo as Cotações de Caprinos atualizadas...
Confira !!!
 
Dicas
Confira agora mesmo a nossa sessão de dicas
Clique aqui !!!
 
Receitas
Você quer conhecer algumas receitas de caprinos?
Acesse aqui !!!
 
Sanidade
Análise do rebanho para verificação de possíveis doenças.
CONFIRA AQUI !!!
 
Créditos
Créditos